Quem ai não gosta daquela seleção rápida de dicas e atalhos úteis não é?

Na última semana saiu um excelente post sobre isso na Blender Nation e se você não conhece ainda é simplesmente o maior portal de notícias internacional sobre Blender! Recomendo acompanharem pois todo dia tem novidade por lá, enfim, no post tempos um vídeo de Jay Anam citando 10 importantes dicas / recursos para agilizar e melhorar a performance do Blender e tomei a iniciativa de fazer uma tradução resumida por escrito pro nosso querido português tupiniquim, espero que gostem e façam bom uso das dicas:

1 – Tornando os Menus mais práticos com o Pie Menu:


A primeira dica é o Pie Menu, sim, muita gente utiliza o Pie Menu pois é simplesmente mais confortável e pode agilizar em muito seu fluxo de trabalho, por exemplo quando quer alternar os vários modos de um objeto como ir da edição (Edit Mode) para a escultura (Esculpt Mode) e volta para edição, basta simplesmente pressionar a tecla a TAB e o menu se abrirá na tela em volta do cursor do mouse, se você for rápido basta arrastar o mouse pra opção correspondente e pronto, o modo será alternado. Se demorar um pouco você pode clicar na opção que deseja ou pressiona o número correspondente do menu, é bem simples. Ativando esse recurso boa parte dos menus desbobráveis na viewport ganham este formato, para implementar isso no Blender basta ir no menu Arquivo (File) > Preferência de Usuários > Add-ons e buscar pela palavra “Pie”,  você terá duas opções “UI Pie Menu Official” e “3D View portpie Menu”os dois são excelentes, recomendo testar um e depois o outro pra ver com qual você se sentirá melhor.

2 – Ocultando o resto da cena para trabalhar com um objeto por vez:


Como você saber é possível ocultar objetos em geral no Blender utilizando a tecla de atalho H (Hide), basta selecioná-lo e pressionar a tecla. Mas caso você necessite ocultar todo o restante da cena e deixar visível apenas o objeto que selecionou basta pressionar Shift + H e pronto, tudo irá sumir, e para deixar visível novamente é só pressionar Alt + H. Outra forma forma muito eficiente de trabalhar apenas com ou a partir do objeto selecionado é com o modo de visualização local, para ativá-lo basta pressionar a tecla “/” (Barra) do numpad e você entrará no modo de trabalho local e todo o restante da cena será momentaneamente ocultado, para retornar tudo ao normal basta pressionar a mesma tecla novamente.

3 – Cursor 3D foi pra longe? É fácil centraliza-lo:


É possível retornar o 3D cursor para o centro exato da cena, através do menu de Snap, o tão utilizado Shift + S, selecionando a opção “Cursor do Center” e embora isso já seja um atalho útil existe um ainda mais prático: Pressione Shift + C e o 3D cursor será centralizado, e de quebra a visão da viewport sera reposicionada para que todos os objetos da cena fiquem visíveis, demais não?

4 – Alternando pro modo de renderização de forma mais objetiva:


Você pode alternar o sombreamento (Shade) de um objeto através da tecla Z se o Pie Menu estiver ativo, se não ele apenas vai mudar para wireframe e voltar para o modo sólido.  Uma forma mais rápida de mudar do modo de renderização (Rendered) pro modo solido e vice-versa é com as teclas Shift + Z, pronto! Caso você não utilize o Pie Menu, seus problemas acabaram.

5 – Reposicionando os vértices na malha sem fazer bagunça no modelo:


Se quer mover um vértice ou uma edge da sua malha você pode selecioná-lo e pressionar G (Grab) para movê-lo pela viewport, porém, se você pressionar G novamente é ativado o modo Slide e a seleção irá deslizar pela malha indo de encontro com as suas conexões conforme você movimentar o mouse, isso mantem a aparência do seu modelo e é extremamente útil para reposicionar os vértices durante uma modelagem mais detalhada, o Slide também funciona para seleção de um edge loop inteiro! Não se esqueça o atalho é “GG”.

6 – Fechando uma ponte de faces em um buracos de forma easy easy:


Uma maneira inteligente e simples de fazer uma “ponte” ligando dois edges loops, ou duas seleções em geral, é com o recurso de Bridge, imagine a seguinte situação: Você modelou uma parede e em cada lado dessa parede existe um espaço na malha, que será uma janela, uma face na frente e outra face atrás por exemplo. Ao invés de fazer o buraco e ir fechando manualmente as edges de um lado da parede pro outro uma de cada vez, você pode simplesmente selecionar essas duas faces, pressionar a barra de espaço, buscar por Brigde Edges Loop e problema resolvido.

7 – Alternando entre os modos vertice, edge e face select:


Essa dica é batata e se você não utiliza ainda, isso vai te ajudar muito, mas muito mesmo. É possível alternar entre os modos de seleção de vértice, edge ou face com a tecla de atalho Ctrl + Tab, um menu desdobrável se abrirá na 3d view mesmo, ai é só selecionar, nada de ter que ficar clicando nos botões correspondentes lá embaixo na barra. Ah, claro, esse menu só funciona no modo de edição (Edit Mode).

8 – Selecionando uma parte da malha específica:


Para selecionar toda a malha de um objeto, basta entrar no modo de edição e pressionar a tecla A correto? Ok, mas se você tem alguma seção da sua malha que não tem conexão com outra, por exemplo dentro de um mesmo objeto existem duas malhas de esferas e você quer selecionar apenas uma esfera a tecla A não vai resolver, pois irá selecionar as duas, para selecionar uma seção ou “Ilha” como é chamado de cada vez, posicione o cursor do mouse sobre a região e pressione a tecla L e então somente aquela ilha será selecionada, caso queira selecionar outras ilhas é só repetir o processo e para remover é só pressionar Shift + L sobre a ilha que deseja retirar da seleção.

8 – Usa os manipuladores / gizmos? Se liga nessa dica:


Se você migrou de outro software 3d para o Blender, ou ainda está aprendendo sobre a perspectiva em 3D e a movimentação dos objetos na tela possivelmente você utiliza os Gizmos, aquele manipulador de objetos com uma seta colorida apontada pra cada eixo em que você clica e arrasta para poder movimenta-lo, bom, existe um manipulador para movimentação, outro pra rotação e outra pra escalonamento e se utiliza o Pie Menu você pode pressionar Ctrl + Barro de Espaço para alternar entre eles, e se não utiliza esse atalho apenas ativa ou desativa o manipulador da tela.

10 – Não usa os manipuladores / gizmos? Se liga nessa dica:


Após um tempo no Blender você acaba deixando de utilizar os manipuladores manuais da dica acima, pois é muito, mas muuuuito mais prático fazer todas essas operações pelas teclas de atalho (um ponto super positivo pro Blender), você pode mover com G (Grab), rotacionar com R (Rotate) e escalonar com S (Scale), porém só pressionando essas teclas as operações ficam livres em todos os eixos, caso queira realizar por exemplo um movimento no eixo Y, pressione G + Y e a movimentação ocorrerá apenas no eixo Y, caso queira escalonar apenas no eixo Z, pressione S + Z e o escalonamento ocorrerá apenas no eixo Z e assim por diante, basta pressionar a tecla da operação e depois o a tecla correspondente ao eixo que você deseja trabalhar X, Y ou Z.

Bom essas foram  algumas das dicas que Jay Anam trouxe em seu vídeo, caso vocês queiram podemos fazer mais alguns apanhados de dicas úteis como essas pra vocês, espero que tenham gostado e qualquer dúvida só comentar que com certeza iremos ajudar no que for possível.